Carreira no ExteriorCurrículoLinkedInVagas

Trabalhe como chef de cozinha na Irlanda

By Abril 10, 2018 No Comments

O governo irlandês acaba de autorizar a contratação de chefs de cozinhas estrangeiros para atuação na Irlanda. Segundo o Ministro de Negócios, Empresas e Inovação, Heather Humphreys TD, essa alteração na regulamentação das profissões trará melhorias para o Turismo e comércio local, sobretudo para o setor de hotelaria (que inclui hospedagem e restaurantes), que rende à Ilha Esmeralda mais de 7,2 bilhões de euros por ano e empregam mais de 235 mil pessoas com a estimativa de que o setor tenha uma demanda de mais de 7 mil profissionais por ano.

Estrangeiros podem trabalhar legalmente como chef de cozinha na Irlanda. Crédito: Pixabay

Permissão de trabalho

A fim de regulamentar a contratação de profissionais estrangeiros e, com isso, acabar com o emprego informal e até controlar a existência de profissionais ilegais, o governo da Irlanda mantém uma série de medidas que protegem o sistema e garantem aos trabalhadores nativos a empregabilidade, a chamada Critical Skills.

Constam dessa documentação as profissões permitidas e as exigências que o candidato deve seguir para ser aprovado. Além das competências profissionais, a empresa terá que ser responsável pelo contratado e complementar a documentação. O pedido será analisado e autorizado pelo governo para a liberação da contratação e do visto ou permissão de trabalho.

Profissionais de cozinha

Alguns cargos requerem a experiência mínima de 5 anos. Crédito: Pixabay

A partir de agora, fazem parte dessa lista alguns cargos como Chef Executivo, Chef de Cozinha e Sous Chef, todos com pelo menos 5 anos de experiência comprovada nestes cargos. Já para Chef de Partida, a experiência exigida no cargo é de 2 anos.

Vale lembrar que, como a contratação terá o intermédio da empresa, primeiramente você precisa saber quais os demais requisitos da vaga – e o inglês é a primeira delas! Confira nossas dicas para se dar bem na entrevista em inglês.

Carreira Internacional

Além do idioma, preparar-se para uma vaga e conquistar a tão sonhada vaga no exterior é fundamental. Afinal, o mercado internacional requer uma apresentação diferenciada e até o currículo segue outro padrão.

Outra ferramenta super utilizada pelos recrutadores europeus é o LinkedIn. A Social Talent realizou uma pesquisa com mais de 2000 recrutadores em agências de 81 países e revelou que mais de 95% dos entrevistados utilizam o LinkedIn como ferramenta para recrutamento de candidatos. Por isso, utilizá-lo da melhor forma incrementa o networking e facilita a aproximação com as empresas de seu interesse, te colocando em evidência com os profissionais de seleção.

Por aqui, nós possuímos diferentes técnicas de coaching e transformação pessoal para cada profissional. São centenas de profissionais brasileiros  impactados por uma metodologia exclusiva.

E se você quer saber mais sobre como utilizar as melhores técnicas e começar a traçar seu plano de carreira internacional, conheça nosso e-book ‘8 passos para você conquistar sua carreira internacional na Europa’.