Carreira no ExteriorCurrículoLinkedIn

Adaptação no currículo e preparo garantem emprego na Irlanda

By Maio 9, 2018 No Comments

Já há quase 3 anos na Irlanda, Bruna de Oliveira Bercelli pode comemorar os primeiros passos em sua carreira internacional. Ela foi para a Ilha Esmeralda como a maioria dos brasileiros e, para melhorar o desempenho no inglês a imersão numa cultura desse idioma e um intercâmbio parecem a solução ideal. Com o tempo, rapidamente ela adquiriu habilidades na nova língua o que a ajudou a trabalhar temporariamente como au pair e childminder.

A brasileira Bruna também conquistou sua vaga no mercado internacional europeu. Crédito: Arquivo Pessoal/Frame My Life

Estes trabalhos duraram cerca de um ano e três meses, mas ela queria mais. “Durante esse tempo, decidi que não queria voltar ao Brasil e então corri atrás da minha cidadania. Quando deu certo, procurei a Tana, que aliás eu já conhecia pelos posts nas redes sociais”, conta Bruna.

Preparo completo

Bruna foi de encontro a Tana em busca de soluções para dificuldades com entrevistas de emprego – “principalmente em inglês”, ressalta ela -, e para aprimorar o currículo e toda a sua apresentação pessoal para os recrutadores internacionais, com foco no LinkedIn.
Foram 5 encontros: no primeiro um overview das habilidades e expectativas da Bruna com relação ao mercado de trabalho internacional. “Foi quando entreguei à Tana meu CV em português”, lembra. Já no segundo encontro o CV em inglês já estava pronto e então passaram a trabalhar o LinkedIn e em qual vagas aplicar. No terceiro encontro, elas já estavam aplicando para as vagas. “A Tana entrou em contato com o rico networking dela para que as pessoas pudessem me dar referências na empresa em que trabalhavam. Porém, eu acabei ficando um pouco confusa sobre as vagas”, lembra Bruna que no 5º e último encontro já estava mais segura e realizou o treinamento para a entrevista em inglês: “30 dias depois eu estava empregada”, comemora ela.

Mude seu currículo e conquiste a vaga dos seus sonhos

Decisão

O período de indecisão atrasou um pouco o processo, que no total levou 3 meses – do início do coaching e análise de CV até a conquista da vaga. E, para Bruna, o ponto alto foi adequar-se aos parâmetros e referências utilizados pelo mercado internacional. “Mesmo diante da insegurança, o preparo foi tão bom e eu estava tão preparada que passei na primeira entrevista para a empresa que eu queria”, conta.
Para ela, mais que o conhecimento da Tana, o acompanhamento foi fundamental para o sucesso, pois segundo a brasileira a Tana quem a mostrou a ela seus próprios pontos positivos e que ela tinha uma experiência relevante para o mercado europeu, dando a ela um confiança até então desconhecida. “Eu saí do Brasil por uma infelicidade profissional e não queria isso de novo. Mais que feliz, agora eu estou satisfeita e morando no exterior!”, finaliza Bruna.