Carreira no ExteriorCoaching de CarreiraCurrículoLinkedIn

5 dicas para conquistar a carreira internacional em 30 segundos

By Maio 6, 2019 No Comments

Tem uma entrevista de trabalho e não sabe como se comportar?! Cuidado! Os 30 primeiros segundos podem ser os mais importantes e te levarem à carreira internacional na Europa. Se você já chegou à entrevista, seu background chamou a atenção da empresa. Portanto, promova uma integração com seu interlocutor, interaja, seja comunicativo e tenha clareza em seu discurso, sem parecer forçado demais.

Seja verdadeiro na entrevista de trabalho. Crédito: Freepik

Se você tem um currículo incrível, um LinkedIn repleto de conexões e mantém um networking invejável, agora é tempo de pensar na entrevista de trabalho Express Interview Preparation.

Um bom recrutador utiliza diversas técnicas para abordar o candidato a uma vaga de trabalho, sobretudo no mercado internacional. Além de analisar o currículo – muito além do que você escreve é absorvido pelo profissional – é durante a entrevista que ele observa diversos aspectos sobre a personalidade à frente dele. Logo, como a “primeira impressão é a que fica“, antes de falar que é ” advogado”, “realiza cálculos para projetos de engenharia civil” ou sobre o que escreveu no seu currículo, preste atenção nestas dicas:

 

  1. Linguagem Corporal

De acordo com estudos de universidades americanas, 93% dos recrutadores baseiam-se na linguagem corporal dos candidatos durante a entrevista para emprego. Portanto, inspire confiança não só no que está no seu CV e, igualmente, no seu modo de se portar: demonstre simpatia e cordialidade, mantenha contato ‘olho no olho’, tenha um aperto de mão firme, um tom de voz baixo e amigável – e que possa ser escutado por ele -, e sempre mantenha um tom de seriedade que transmita responsabilidade e credibilidade.

Tire a bolsa/mochila do colo, sente-se confortavelmente, sem cruzar os braços, pois isso demonstra que você é uma pessoa aberta ao diálogo.

Mantenha uma postura ereta e passe confiança ao entrevistador. Crédito: Pixabay

Dica extra: utilize as mãos ou peça um copo d’água (se alguém te oferecer). Além de te dar tempo para uma resposta difícil, te ajuda a mudar de posição, sobretudo se estiver nervoso, e não te deixará cruzar os braços ou curvar o corpo.

  1. Lembre-se: é sobre a empresa – não sobre você

O que você pode oferecer à companhia para que ela alcance os objetivos? É isso que suas respostas durante a entrevista de trabalho devem refletir. Comprometimento e consciência do motivo pelo qual a empresa pode escolher você: não é porque você é bom ou porque você tem um perfil brilhante no LinkedIn. É porque o trabalho que você deve fazer bem feito é o que a empresa necessita.

Jamais fale mal das empresas ou colegas do passado! Se a pergunta for sobre o motivo que o fez sair do último emprego apenas diga que depois de determinado tempo tendo realizado tais tarefas e conquistado diferentes objetivos é o momento de encarar um novo desafio (como viver e trabalhar na Europa, por exemplo) e contribuir positivamente para a empresa em questão.

Dica extra: dê exemplos de projetos e experiências, não só de tarefas, mas também do convívio com a equipe – colegas, superiores e subordinados – e como foi o desenrolar de determinadas situações.

  1. O que te faz diferente de outros candidatos?

Faça o entrevistador gostar de você! A entrevista de trabalho é a única chance de falar sobre suas qualidades e como elas podem ajudar a empresa. Sendo assim, e embora alguns estudos contradigam, especialistas defendem, que haverá mais oportunidades de contratação caso o entrevistador ‘goste’ do candidato para então aprová-lo.

E por quê? Reflita: o mercado está repleto de profissionais similares, então, qual terá mais chances de ser escolhido? É preciso criar uma conexão com o entrevistador e, para tanto, busque uma conexão com ele sem parecer forçado.

  1. Fuja do lugar comum, mas conheça as palavras-chave

Ter as palavras-chave mais utilizadas nas entrevistas de emprego é um excelente recurso para se lembrar dos pontos principais a serem abordados com o entrevistador como, por exemplo, falar dos seus pontos fortes e fracos – e como você se portará diante deles em prol da empresa – planos de curto, médio e longo prazos, porque saiu do emprego anterior, entre outras.

Aproveite a entrevista de trabalho e conquiste o entrevistador. Crédito: Freepik

5. Entrevista em inglês

Vai fazer a entrevista em inglês e não é seu idioma nativo? Se você está em busca de uma carreira internacional e ainda não possui fluência no idioma não precisa se desesperar.

Nem sempre a gramática é a questão crucial: recrutadores não são professores de inglês – exceto por erros grotescos ou se a ‘palavra’ for seu instrumento no dia-a-dia.

Por tanto, o mais importante é se comunicar com clareza e coerência no ambiente de trabalho, fazendo-se entender por todos.

Em vista disso, saber sobre os termos técnicos e jargões da sua profissão é imprescindível e talvez essa seja a parte menos complicada. Porém, se o nervosismo pode te atrapalhar, pesquise sobre expressões regionais (termos mais formais, ok?!) e demonstre variação no vocabulário. Exemplos:

 

Ao invés de usar Use Exemplo
lot, very, much or many A significant amount “I did a significant amount of work on the Project X…”
lot, very, much or many Great Deal “It required a great deal of effort but I succeeded.”
lot, very, much or many Considerably “It was considerably more difficult than I imagined.”
Little Rather “Although it was rather difficult I managed to complete the task.”
Little Somewhat “His response was somewhat surprising.”
Completely Wholeheartedly “She thought this was the best course of action and I wholeheartedly agreed.”

 

Dica extra: pesquise quais palavras fazem parte do seu mindset (seus principais hábitos) e busque as expressões em inglês que melhor cabem na entrevista de trabalho/âmbito profissional. Assim, você se sentirá mais seguro e confortável.